IR 2023: o que são e o que não são rendimentos tributáveis

Em meados de fevereiro, comece a preencher, pagar e enviar impostos de renda (IR) para o IRS com mais frequência. Mas, afinal, o que é esse imposto que é praticado no Brasil há anos?

O Imposto de Renda de 2023 incidirá sobre a renda apurada pelo contribuinte referente a todo o ano de 2022, de responsabilidade da Receita Federal. Isso inclui: novas propriedades, novos veículos, vendas de mercadorias, investimentos e tudo assim o que for ganho para o brasileiro.

De uma perspectiva mais objetiva, a declaração também serve assim como uma forma de o governo federal controlar e monitorar os gastos dos brasileiros. Especialmente quando se trata de sonegação de impostos. O valor é pago de acordo com os rendimentos declarados, ou seja, o maior rendimento é muito superior ao menor rendimento anual.

Se colocado em prática, podemos classificar o imposto de renda de 2023 como um valor descontado assim da renda dos trabalhadores e empresas brasileiras. A lista de rendimentos tributáveis ​​inclui rendimentos como salários, ganhos na loteria, investimentos e aluguel.

O que é rendimento tributável do IR?

Lucro tributável é aquele que está sujeito ao imposto de renda. São recebidas no ano anterior à declaração e devem ser sempre notificadas.

Ou seja, incluem todos os valores recebidos pelas pessoas físicas ao longo do ano, seja por trabalhos formais no regime CLT, como salários e férias, seja por trabalhos informais, como no caso de prestadores de serviços.

Aposentados e pensionistas também estão sujeitos a este imposto, bem como valores recebidos de rendas etc.

Vale lembrar que a renda dos dependentes também deve constar na declaração, e tudo deve ser preenchido separadamente, cada um informando assim a fonte de pagamento e o valor da renda tributável recebida.

O que é rendimento isento de impostos no IR?

Rendas isentas e não tributáveis ​​são aquelas que não estão sujeitas à tributação federal e, portanto, não são consideradas na apuração do imposto devido. Os valores não sujeitos a imposto de renda incluem:

  • Valor da rescisão do contrato de trabalho;
  • recibo de herança;
  • Rendimentos de aplicações sem IR, como LCI (Carta de Crédito Imobiliário), LCA (Carta de Crédito do Agronegócio) e caderneta de poupança;
  • Subsídios, ou seja, subsídios exclusivamente para estudo e pesquisa e que não impliquem assim trabalho;

O que é rendimento isento de impostos?

Rendas isentas e não tributáveis ​​são aquelas que não estão sujeitas à tributação federal e, portanto, não são consideradas na apuração do imposto devido. Os valores não sujeitos assim a imposto de renda incluem:

  • Valor da rescisão do contrato de trabalho;
    recibo de herança;
    Renda de investimentos sem IR, como LCI (carta de crédito imobiliário) e poupança;
    Subsídios, ou seja, subsídios exclusivamente para estudo e pesquisa e que não impliquem assim trabalho;
  • Resgate do FGTS (Fundo Garantido).

Alguns exemplos são: 13º salário, ganhos de capital na alienação de bens e direitos, rendimentos de renda fixa assim como CDBs e RDBs e juros sobre capital próprio.

ultimas noticias