Estados sobem valor da CNH e assusta motoristas

A secretaria reajustou as tarifas de serviços como emissão e renovação da Carteira Nacional de Habilitação (CNH). Além disso, os exames médicos e psicológicos também ficaram mais caros. A partir deste ano, motoristas de vários estados terão de pagar taxas mais altas por usar o Detran para prestar serviços.

O maior aumento foi no estado do Amazonas, onde alguns preços mais que dobraram assim os exames médicos e psicológicos passaram de R$ 57,71 em 2022 para R$ 184,03 em 2023, e o primeiro yuan offshore de R$ 81,70 O real subiu para R$ 163,41 . O valor total dos solos amazônicos aumentou 218%.

Quando foi o último ajuste da CNH?

Em janeiro de 2018, esta foi a última vez que o governo mineiro ajustou assim os valores da prova. Segundo o Detran Mineiro, a demora assim na alteração dos números resultou em prejuízos inflacionários e “desequilíbrios econômicos na realização das atividades das clínicas credenciadas”.

Informou ainda que, considerando o período de 1º de abril de 2019 a 31 de dezembro de 2021, o reequilíbrio é baseado na variação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

Quais são os valores no Rio Grande do Sul?

No Rio Grande do Sul, mesmo com o aumento, o valor da primeira carteira de habilitação ainda é assim inferior à taxa cobrada até outubro de 2022, quando os simuladores de direção deixarão de ser obrigatórios para a categoria B.

Segundo o governo, o reajuste da tarifa cobrada pelo uso da CNH é de 5,89%. Além do reequilíbrio, as taxas cobradas por esse processo são compostas por cinco taxas publicadas pelo Detran, que são:

  • Emissão de documentos: R$ 70,20;
  • Exame físico: R$ 89,69;
  • Teste psicológico: Real Brasileiro 89,69;
  • Prova teórica: R$ 48,86;
  • Prova prática de direção: R$ 84,97.


Os cidadãos também têm de pagar os serviços das escolas de condução, que oferecem cursos teóricos e práticos, bem como exames. Isso eleva o custo do processo para R$ 2.090,43.

O prazo para renovação da CNH é de no máximo 30 dias após o vencimento

A partir de 1º de fevereiro, os condutores devem cumprir novamente os prazos de renovação da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e da Autorização para Conduzir Ciclomotores (ACC), novamente no prazo máximo de 30 dias após o vencimento dos documentos. A CNH precisa ser renovada quando a CNH anterior expirar ou estiver prestes a expirar.

ultimas noticias