BENEFÍCIOS Para Jovens Pode ser Solicitados Através de CadÚnico

As famílias inscritas no Cadastro Único (CadÚnico) têm acesso aos benefícios sociais oferecidos em cada programa. Mas não se limita a grupos, pois os indivíduos também podem se beneficiar do que o cadastro tem a oferecer. Por exemplo, para jovens com até 29 anos, um programa muito interessante tem o Cadastro Único como meio de entrada. Se trata do ID Jovem.

O que é o CadÚnico?

O cadastro no CadÚnico dá acesso a uma série de benefícios sociais, bem como a benefícios estaduais e federais. São eles: Auxílio Brasil, Vale-Gás, BPC (Benefício de Prestação Continuada), Tarifa Social, entre diversos outros. Além da chance de conseguir descontos ou até a isenção de taxas em exames importantes, como o Vestibular e o ENEM (Exame Nacional do Ensino Médio).

As famílias inscritas no Cadastro Único devem ganhar, no máximo, meio salário mínimo por pessoa. Eles devem se inscrever pessoalmente em um local do CRAS (Centro de Referência de Assistência Social). Portanto, durante o processo de cadastramento, as famílias devem apresentar identificação de todos os integrantes e serem entrevistadas, além do Número de Identificação Social (NIS).

Quais os benefícios do ID Jovem a partir do CadÚnico?

A Identidade Jovem, mais conhecido como ID Jovem, um documento gratuito emitido pela Secretaria Nacional da Juventude (SNJ) do MMFDH (Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos). Então, esse documento ressalva aos jovens de baixa renda o acesso a meia-entrada em eventos esportivos, culturais e de cunho artístico. Outro benefício é a isenção de taxas para a emissão da carteira de estudante. Além disso, também garante desconto no sistema de transporte público interestadual nos termos do Decreto nº 8.537, de 5 de outubro de 2015.

Exigências para retirar o ID Jovem

Esse programa social possui exclusividade para pessoas de baixa renda. Há também requisitos de idade, pois os candidatos devem ter entre 15 e 29 anos. Lembrando que a renda familiar mensal também é levada em consideração. Deve ser até o dobro do salário mínimo. Outra exigência é a inscrição no Cadastro Único (CadÚnico).

É importante atualizar os dados no prazo máximo de dois anos ou sempre que houver alguma alteração significativa nas informações do domicílio.

O cadastro no programa pode ser feito pelo aplicativo ID Jovem tal como pelo site do Governo Federal.

Melhorias recentes no ID Jovem

Para aprimorar o aplicativo, um novo sistema operacional foi desenvolvido em 2019 com funcionalidades adicionais como publicação de relatórios nas esferas nacional, estadual e municipal, evolução dos documentos emitidos e uma nova identidade visual. Com isso, gestores da juventude passaram a monitorar os resultados das ações de divulgação do ID Jovem. O sistema continua avançando e teve seu aplicativo lançado em 2021.

Veja Também: