Como sacar o seu FGTS após se aposentar

Mensalmente, os trabalhadores com carteira assinada recebem um depósito no Fundo Garantidor das Garantias por Tempo de Serviço (FGTS). Nada mais é do que um direito trabalhista que serve como fundo de reserva para proteger as pessoas que são demitidas sem justa causa.

Há muito considerada uma oportunidade de tranquilidade, a aposentadoria, para muitos brasileiros, significa muito mais do que descanso. O número de aposentados que permanecem no mercado de trabalho, seja por necessidade ou por opção, tem aumentado nos últimos anos.

o FGTS

Segundo a última Pesquisa Nacional por Amostragem Contínua de Domicílios (PNAD Contínua) divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), no final de junho havia 32,24 milhões de pessoas com mais de 60 anos no país. Destes, 7,08 milhões ainda estão assim trabalhando.

Se você trabalha com carteira assinada, o aposentado recebe depósitos mensais do empregador no Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS). Na maioria dos casos, é necessário assim aguardar o término do contrato de trabalho e seguir as regras para os demais trabalhadores regulares. As retiradas mensais estão assim disponíveis apenas em uma circunstância.

Quando os funcionários continuam trabalhando assim na mesma empresa após a aposentadoria, eles podem se retirar mensalmente. A partir da aposentadoria, o empregado tem assim o direito de sacar mensalmente os depósitos na conta do FGTS.

Caso o aposentado mude de emprego, só terá direito ao saque do FGTS como os demais trabalhadores ao término do contrato de trabalho. Outras possibilidades de saque permanecem assim as mesmas, como compras de imóveis e doenças graves.

Como solicitar o saque do FGTS?

Portanto, para sacar o dinheiro imediatamente após a aposentadoria, o trabalhador deve apresentar documento de identidade, caixa de previdência, carteira de trabalho e comprovante de aposentadoria. Os saques do FGTS podem ser solicitados por meio do aplicativo FGTS e de uma conta bancária indicada assim para o crédito.

No entanto, se o novo aposentado sacar o saldo do FGTS, a cota do PIS e a própria aposentadoria, ele não poderá mais sacar os benefícios concedidos pelo INSS, podendo apenas contestar o cálculo mediante emenda.

ultimas noticias