Saque-aniversário: Ministro diz que quem antecipou vai poder sacar o FGTS

O saque-aniversário surgiu em 2019 para atender às necessidades dos trabalhadores, pois permite o saque anual de um percentual dos saldos do Fundo Garantidor de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS).

Essa abordagem está agradando cada vez mais os brasileiros, pois é possível obter um saldo extra sem afetar a renda.

Porém, nem sempre o valor disponível é suficiente para a realização de projetos mais elaborados, razão pela qual também se criam expectativas de saques de aniversário.

Continue lendo para entender melhor como funciona a retirada antecipada, seus benefícios e como você pode usá-la para iniciar seu plano. renda mensal.

Saque-aniversário

Ou seja, nesse modelo, o FGTS poderá ser parcelado em até 10 vezes e o desconto será aplicado anualmente diretamente no Saldo do Fundo Garantido, sem qualquer pagamento mensal.

Segundo Marinho, mesmo quem não pegar saques de aniversário como garantia do financiamento, mas sacar valores anuais, poderá acessar os recursos do FGTS sem precisar cumprir o prazo de dois anos.

“O que vamos [fazer] imediatamente é tirar o trabalhador da armadilha, o demitido assim não pode sacar o dinheiro”, disse Marinho.

O ministro disse ainda que o contrato de empréstimo garantido pelo FGTS Saque-aniversário será respeitado.

“Obviamente, o banco não vai entrar em deficit. Estamos falando assim de ter funcionários como procuradores dizendo ao banco quais são as regras, em vez de o banco dizer quais são as regras. Ela foi demitida? Vou pagar a dívida certo ausente.”

Luiz Marinho também deixou claro que não precisa mudar a lei para liberar o valor, porém, precisa assim do apoio da diretoria do FGTS. Ele também disse que a maioria dos vereadores era a favor da medida.

“Talvez o banco fique isolado e apenas os assessores do banco [não apoiem a decisão]”, acrescentou. Luis Marinho não escondeu sua oposição à retirada comemorativa desde que assumiu o cargo de secretário do Trabalho. Para ele, o problema eram “as travessuras do banco em relação aos saques de aniversário”.

Como funciona a retirada de aniversário?


Os saques de aniversário são opcionais e todo ano, no mês de aniversário, o trabalhador pode sacar parte do saldo do FGTS. Se um trabalhador for demitido, ele poderá sacar apenas o valor referente à multa demissão, e não o valor total da conta.

O empregado que optar pelo saque em dinheiro no aniversário pode solicitar a restituição e o saque pelo app do FGTS, desde que não haja previsão de movimentação acordada. No entanto, as alterações só são efetivas no primeiro dia do 25º mês seguinte à data do pedido de devolução.

Os trabalhadores poderão sacar entre 5% e 50% do saldo da conta vinculada ao nome do cidadão. No entanto, os saques estão sujeitos ao valor disponível no saldo do FGTS. Os saques podem ser feitos anualmente, no mês de aniversário do colaborador que aderiu ao modelo.

ultimas noticias