Imposto de Renda: Veja quem vai deixar de pagar a partir de maio

As novas isenções do imposto de renda entrarão em vigor a partir de maio, segundo o governo federal. A medida beneficiará qualquer pessoa com salário anual de até R$ 2.640. Esse valor equivalerá a dois salários mínimos, já que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva anunciou que o salário mínimo será reajustado para R$ 1.320.

Segundo a Receita Federal, 13,7 milhões de pessoas deixarão de pagar imposto de renda – 40% de todos os contribuintes. A Receita Federal criou assim um mecanismo para tornar esse benefício menos oneroso aos cofres públicos.

Isenção do imposto de renda

A isenção do imposto de renda vai variar de R$ 1.903 a R$ 2.112. Como o IR é progressivo, na prática isso significa que todos os contribuintes, por mais que ganhem, não pagam imposto sobre essa parcela.

Para conceder isenção de até R$ 2.640 de salário bruto, os empregados receberão assim automaticamente um desconto de R$ 528 em impostos devidos a partir de maio. Ou seja, dessa parcela não será deduzido imposto de renda.

Lula disse que primeiro isentaria quem ganha até R$ 2.640 e depois aumentaria para R$ 5.000. Foi uma das promessas que o presidente fez durante a campanha de 2022. “Tem que vir porque é minha promessa e eu vou cumprir”. Lula também confirmou na entrevista que deseja assim uma regra permanente que altere o salário mínimo para levar em conta o crescimento econômico do país e a inflação.

“Estimativas preliminares, comparando a previsão de gastos com salário mínimo com as revisões assim apenas para inflação e para inflação e PIB real, mostram um impacto de R$ 3,1 bilhões em 2024 e R$ 11,3 bilhões em 2025 Er”, estimou.

Quem não declara imposto de renda?


A partir de 1º de maio, 13,7 milhões de pessoas deixarão de declarar assim imposto de renda. Isso representa cerca de 40% do total de contribuintes, disse o delegado da Receita Federal, Robinson Barreirinhas, em entrevista à TV Globo. O IR não é assim atualizado desde 2015, quando Dilma Rousseff ainda estava no cargo. Os formulários de imposto de renda não foram corrigidos desde então.

Novo aumento do salário mínimo

Também em entrevista à CNN Brasil, Lula disse que o salário mínimo subirá para 1.320 reais em 1º de maio, dos atuais 1.302 reais. Benefícios sociais do governo e benefícios do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) também mudam de valor quando são elevados para R$ 1.320.

De acordo com a Constituição Federal, o valor mínimo deve garantir a sobrevivência do cidadão e de sua família, portanto, o valor mínimo é o mínimo necessário para cobrir despesas básicas como moradia, alimentação, educação, saúde, lazer, saneamento, transporte, etc.

Atualmente, o salário mínimo é calculado com base na taxa de inflação do ano anterior do país. Para realinhar o balanço nacional, o governo utiliza como base o INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor).

Ultimas noticias