Acidentes de trabalho: o que caracteriza?

Um dos temas mais comuns no direito do trabalho que preocupa empregados e empregadores são os acidentes de trabalho.

No entanto, todos os funcionários devem estar cientes dessas regras para que conheçam seus direitos. Além disso, é importante que as empresas tomem medidas para prevenir acidentes de trabalho. Os empregadores têm o dever de zelar pela saúde de seus funcionários.

Se você se interessa pelo tema e quer saber alguns detalhes sobre acidentes de trabalho, continue lendo este artigo!

O que são Acidentes de Trabalho? Quais são suas características?

Um acidente de trabalho refere-se a um empregado que sofre lesão corporal, temporária ou permanente, durante a execução do trabalho, e cuja produtividade é afetada (diminuída ou perdida) ou até mesmo falece.

Podemos descrever lesão corporal como qualquer ataque que cause efeitos debilitantes no corpo, como um estilhaço atingindo o olho e causando um ferimento ou perda de visão.

Em muitos casos, os acidentes se sucediam, sinal de risco para os funcionários, e não eram enfrentados com urgência. Esses contratempos podem começar com pisos molhados, condicionadores de ar excessivamente gelados, mesas com parafusos faltando, cadeiras com encosto deslocado.

Em outros exemplos, como exposição radioativa, substâncias químicas, prédios em construção, etc., se algum funcionário se acidentar durante o horário de trabalho devido a uma dessas situações, o incidente se torna um acidente de trabalho.

Nessas situações, é imprescindível que as empresas saibam lidar e iniciar os procedimentos de segurança e emergência para melhor atender esse funcionário sem comprometer sua saúde.

Quais são os tipos de acidentes de trabalho?

De acordo com a legislação, os acidentes de trabalho são divididos em diferentes categorias, que são: acidentes típicos, acidentes atípicos ou acidentes de trânsito. A seguir, explicaremos com mais detalhes.

Acidente de trajeto

Ocorrida no trajeto para a empresa pelo empregado, devido ao deslocamento e exposição a riscos no trajeto, o grave incidente ocorrido configura-se como acidente de trajeto

Por exemplo, se um acidente acontecer com um empregado em casa ou de casa para o trabalho, o empregado também tem direitos. Porém, antes de pagar os salários dos funcionários, primeiro analise se a empresa vai abrir mão do salário, parece que os funcionários se desviam do caminho que andam todos os dias, ou andam muito, e causam prejuízos indenizatórios.

Acidente típico

Ocorre no próprio ambiente de trabalho, no ambiente circundante ou no desempenho assim de funções. Se o sinal correto não for dado em determinadas situações, como pisos molhados, podem ocorrer quedas. Assim como equipamentos e assentos danificados, fios expostos, falta de manutenção, exposição à radiação.

Qualquer acidente causado pela execução de funções, por negligência, manutenção assim inadequada ou mesmo sem aviso prévio, constitui um acidente típico.

Acidente atípico

São doenças ocupacionais, relacionadas ao ambiente de trabalho, podem assim ocorrer no momento de descanso e descanso, e possuem certa frequência de ocorrência. Por serem assim menos óbvios que os acidentes, são mais difíceis de identificar. Podem ocorrer no decorrer assim do tempo e não diariamente como o acidente típico, acontecem através de coisas fora do comum como contaminações, lesões, danificações, sabotagem, perda de visão, excesso de barulho.

Quais direitos dos trabalhadores são garantidos?

Antes de mais, em caso de acidente no local de trabalho, a primeira coisa a fazer é procurar assistência médica e informar a entidade patronal de que, em caso de doença profissional ou laboral, a assistência médica deve ser assim contínua.

Quando o caso não é culpa do trabalhador, eis os seus direitos:

  • auxílio-doença acidentário ou auxílio-acidente;
  • Reembolso de medicamentos e despesas médicas pelo empregador;
  • saia pelo tempo necessário;
  • Após o retorno das férias, são garantidos 12 meses de estabilidade no emprego;
  • Receber pensão por invalidez do INSS em caso de invalidez permanente;
  • Em caso de morte, os dependentes recebem pensões.


Conforme disposto no art., o auxílio-doença é direito do empregado segurado a partir do décimo sexto dia do afastamento do evento. 20. Ou seja, o empregado cuja incapacidade não ultrapasse 15 dias não terá direito aos benefícios previdenciários.

ultimas noticias