PIS/PASEP: Veja quem ainda pode sacar o abono salarial

O abono salarial do PIS/PASEP pago no ano passado, referente ao ano-base 2020, não foi sacado por 399.975 pessoas. O valor total ainda disponível é de R$ 357,94 milhões.

Do total de trabalhadores, 120.947 não sacaram R$ 100,54 milhões do PIS e 279.028 não sacaram R$ 257,39 milhões do Pasep. Os dados fornecidos pelo Ministério do Trabalho estão atualizados até 26 de janeiro. Segundo o ministério, um total de 25,987 milhões de trabalhadores têm direito a abonos salariais para o ano-base 2020 – 23,23 milhões do PIS (um total de R$ 20,43 bilhões em recursos) e 2,75 milhões do Pasep (R$ 3 bilhões). Do total, 99,47% dos trabalhadores retiraram o PIS e 89,81% retiraram o Pasep – leia abaixo como consultar valor e como sacar benefícios.

O pagamento do salário do ano base e do bônus de 2020 terminou em 29 de dezembro do ano passado.

Quem tem direito a sacar o abono salarial PIS/PASEP do ano base 2020

Para receber o abono salarial do PIS/Pasep referente ao ano-base 2020, os trabalhadores devem ter pelo menos cinco anos de participação no programa e os empregadores devem ter contribuído para o PIS ou para o Pasep.

Receber em média até dois salários mínimos durante o ano-base de 2020 e ser remunerado pelo trabalho por pelo menos 30 dias nesse período.

Os trabalhadores com carteira assinada recebem PIS (Programa de Interação Social) por meio da Caixa Econômica Federal. Já os servidores públicos recebem o Pasep (Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público) por meio do Banco do Brasil.

Saiba como requerer o subsídio salarial

Os trabalhadores que ainda não retiraram o abono salarial do ano-base de 2020 podem requerer por meio de recurso administrativo ao Ministério do Trabalho.

Nesse caso, é necessário entrar com recurso pelos canais de atendimento da pasta, como telefone 158, e-mail, aplicativo ou em uma das regionais. É importante lembrar que os trabalhadores podem utilizar esses recursos por até cinco anos após o término do período de desligamento.

A solicitação pode ser feita presencialmente na Superintendência Regional do Trabalho e Emprego, na Administração Regional do Trabalho e Emprego, em uma agência regional, em uma agência do Sistema Nacional de Emprego (Sine) ou em uma das unidades de mobilidade do trabalhador. Você pode conferir o endereço de cada unidade no site do Ministério do Trabalho.

Também é possível solicitar o abono salarial de 2020 ligando para o 158 (Central Alô Trabalhador), que funciona das 7h às 19h e é totalmente gratuito se ligar de um telefone fixo.

ultimas noticias