Bolsa Família NIS para beneficiários com final do NIS 7

A Caixa Econômica Federal pagou hoje (23) a parcela de fevereiro do Bolsa Família aos beneficiários com Cadastro Social (NIS) do final de julho. O valor mínimo equivale a R$ 600.

Segundo o Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social, o programa de transferência de renda do governo federal beneficiará neste mês 21,86 milhões de famílias com recursos da ordem de R$ 13,2 bilhões. O valor médio recebido por cada família equivale a R$ 606,91.

Desde o mês passado, o programa social passou a se chamar Bolsa Família. O valor mínimo de R$ 600 foi garantido após a aprovação de emenda constitucional transitória que permite o uso de até R$ 145 bilhões acima do teto de gastos deste ano, dos quais R$ 70 bilhões serão destinados ao custeio da previdência.

Um adicional de 150 reais ainda não foi pago para famílias com crianças menores de 6 anos. Em janeiro, o ministro do Desenvolvimento e Assistência Social, Wellington Dias, disse que os pagamentos adicionais começariam em março, após um ajuste fino do Cadastro Único de Programas Sociais (CadÚnico) do governo federal para pagar a erradicação de fraudes.

No modelo tradicional do Bolsa Família, os pagamentos ocorrem nos últimos dez dias úteis de cada mês. Os beneficiários poderão consultar as informações sobre datas de pagamento, valores dos benefícios e composição das parcelas no aplicativo Caixa Tem, usado para monitorar a conta poupança digital do banco.

Auxílio-gás e Bolsa Família

O auxílio-gás também será pago hoje às famílias participantes do CadÚnico, final NIS 7. O valor em fevereiro é de R$ 112 e os benefícios seguem o calendário do Bolsa Família.

O programa, que deve durar até o final de 2026, atingirá 5,95 milhões de domicílios neste mês. Os benefícios permanecem em 100% do preço médio do cilindro de 13kg após a aprovação da Emenda Constitucional Transitória. Só neste mês, o governo vai gastar R$ 667,2 milhões com esse benefício.

Você só pode receber o subsídio do combustível se estiver inscrito no CadÚnico e pelo menos um membro da família receber o Benefício de Prestação Continuada (BPC). A lei que institui o regime estipula que terão prioridade as mulheres que tenham a seu cargo o lar e as mulheres vítimas de violência doméstica.

ultimas noticias